terça-feira, 28 de outubro de 2008

Você sabe o que é Entrudo??


Embora nos dias de hoje o Entrudo não seja tão conhecido ou lembradovamos falar um pouco do que foi essa brincadeira que chegou ao Brasil por volta de 1560, com a vinda dos colonizadores portugueses. E aqui permaneceu por muito tempo.

O Entrudo era uma brincadeira carnavalesca que consistia em se jogar água muitas vezes não tão limpas, farinhas, ovos, ou até pó de mico umas pessoas nas outras. Brincava-se em família dentro das casas, desde as mansões às casas mais humildes, entre vizinhos, pegando muitas vezes pessoas desavisadas ou distraídas. Com o passar dos tempos surge o limão de cheiro, uma pequena esfera feita de cera e oca por dentro, onde era colocada água perfumada. Essa pequena esfera era atirada uns nos outros.

Surgiram também as seringas, às vezes muito grandes que levavam muita água a ser usada na molhadeira do Entrudo.Por muitas vezes o Entrudo foi proibido até com intervenção policial, mas continuava provocando as autoridades por décadas e décadas.

No início do século XIX, deu-se a vinda da Família Real Portuguesa para o Rio de Janeiro, fato inédito na história mundial, de um monarca europeu estabelecer o centro do poder num país da América. O Entrudo, que até então dominava o carnaval, foi se afastando da sociedade de elite e do centro da cidade, porém permanecia no meio do povo.Em 1851 são fundadas as primeiras sociedades carnavalescas de elite da cidade, denominadas Grandes Sociedades. Para organizar os desfiles pelas ruas mais movimentadas do Rio de Janeiro, foi criado o Congresso das Sumidades Carnavalescas.

As primeiras sociedades que se destacaram foram: Tenentes do Diabo, Democráticos, Fenianos. É interessante notar que cada sociedade trazia em seus desfiles cerca de 20 ou mais carros alegóricos, confeccionados com esmero. É uma prova de que o Entrudo não morreu totalmente.

Posteriormente começaram a aparecer sociedades menores, formadas por grupos, clubes, blocos, ranchos e cordões, contando com a participação de pessoas das camadas mais populares da cidade. Elas passaram a ser chamadas em conjunto Pequenas Sociedades Carnavalescas, a exemplo das Grandes Sociedades, e ficaram responsáveis pelos próprios desfiles.Com o passar dos anos as Grandes Sociedades foram deixando de participar do carnaval de rua, passando a comemorar o carnaval em seus salões.

Em São Paulo e no Rio de Janeiro o carnaval de rua a cada ano foi crescendo mais. Desfilavam os blocos, os ranchos, os cordões, até chegarmos às primeiras décadas do século XX quando, começou a ocorrer a fundação das Escolas de Samba. Aos poucos foram sendo determinados lugares mais apropriados para a realização dos desfiles, tendo chegando o século XXI com magníficos desfiles, com espaço próprio para as suas apresentações.

Portanto, enquanto o Entrudo atravessou séculos, as Escolas de Samba ainda não completaram um século.

O tempo passou sem se perceber o que o Entrudo representou para a história do carnaval em nosso país. Foram bem mais de trezentos anos de brincadeiras por todo o território brasileiro, onde ricos, nobres, pobres e escravos se divertiam. Essa época infelizmente ficou esquecida principalmente pelos que se dizem divulgadores do carnaval. Também foram esquecidos os gigantescos desfiles das Grandes Sociedades das quais as Escolas de Samba, que talvez nem sabem, herdaram as apresentações dos carros alegóricos e dos destaques, além dos próprios princípios de organização que eram exemplares na época.


4 comentários:

Luiza Silva disse...

Parabéns gostei muito do blog, era tudo o que eu precisava ;)
Abraços @luzizas

Yasmim disse...

queria que falace + coisas sobre entrudo

moreninha_25_ disse...

nao tem tuds que eu precisava mais da pro gasto
adorei o site

moreninha_25_ disse...

bem nao tem tudo que eru precisava mais adorei o site